Acompanhamento das EJ Institucionalizadas


História da Empresas Juniores

O conceito de empresa júnior surgiu na França, em 1967, na instituição de ensino ESSEC Business School.

O objetivo inicial era realizar pesquisas de mercado encomendadas por empresas, aliando a possibilidade de colocar em prática o aprendizado com a oferta de um serviço ágil e econômico.

Dois anos depois, foi criada a Confederação Nacional das Empresas Juniores (CNJE), e logo o modelo francês começou a se espalhar pelo mundo.

No Brasil, as ideias das EJs chegaram em 1987, mas a primeira empresa júnior do país (EJFGV) foi fundada um ano depois, pelos alunos da Fundação Getúlio Vargas.

Porque optar por uma Empresa Júnior

Optar por uma empresa júnior é uma forma de apoiar o desenvolvimento profissional dos estudantes e fazer a ponte entre o meio acadêmico e empresarial.

Muito além de serviços baratos, as EJs oferecem soluções de qualidade à altura do mercado profissional, seja para projetos de consultoria, protótipos de novos produtos ou estratégias de gestão.

Não à toa, grandes corporações como a AmBev, Bradesco e Votorantim estão sempre de portas abertas para empresários juniores.

As Empresas Júnior contempla as necessidades de três clientes principais

Os alunos:  que participam de EJs têm a chance de trocar conhecimento e experiências com seus colegas, aprendendo a lidar com os desafios do empreendedorismo ainda na fase de formação. O resultado é o desenvolvimento pessoal, acadêmico e profissional, com a vantagem de explorar ideias criativas em um ambiente descontraído.

As empresas: São muitas as empresas que se beneficiam dos projetos desenvolvidos por EJs, graças à qualidade excepcional das soluções. Os serviços são orientados por professores e possuem preços acessíveis, uma vez que não há fins lucrativos. Logo, é uma oportunidade única de ter acesso a projetos de alto nível com um custo muito baixo.

As universidades: Para as universidades, as empresas juniores garantem uma reputação sólida e são motivo de orgulho. Além disso, tornam a instituição mais atrativa para novos alunos, parcerias e clientes.

 

Empresas Juniores Institucionalizadas como atividades de extensão junto à PROCEA/UNIR

1° - Certidao 154/2019 -  UNIVET (Medicina Veterinária - Rolim de Moura)

2° - Certidao 228/2019  - CAS JÚNIOR (Dpt. Engenharia Ambiental - Ji-Paraná)

3° - Certidao 01/2020 - A5 Engenharia Jr. - (Núcleo de tecnologia - Porto Velho)

4° - Certidão 01/2021 - Floresta Júnior - Empresa de Assessoria Ambiental - (Engenharia Florestal - Rolim de Moura)

5° - Certidao 01 2022 - Sociais Aplicadas Consultorias Júnior (Administração - Porto Velho)

 

Formulários de Prestação de Contas

ORIENTACOES SOBRE A PRESTACAO DE CONTAS DA EJ

MODELO DE RELATORIO PRESTACAO CONTAS EJ

TERMO DE VOLUNTARIADO EJ 

 

Relatórios de Prestação de Contas

CAS JÚNIOR (Relatório 2020) 

Floresta Júnior (Relatório 2021)

 

 

Legislação EJ

LEI Nº 13.267, DE 6 DE ABRIL DE 2016 (Disciplina a criação e a organização dasassociações denominadas empresas juniores,com funcionamento perante instituiçõesde ensino superior.)

Resolução 530/CONSEA/2018 (Dispões sobre a institucionalização das Empresas Júnior como uma atividade de extensão da UNIR)

Federação das Empresas Junior de Rondônia (Fejero): fejerobrasil@gmail.com  Tel.: (69) 9305-2010